07/08/07

FRUTOS

.































Quando está muito calor, a fruta fresca sabe sempre bem.
Deixo-vos frutos tropicais [papaia e manga], melão e meloa a engolirem um talher.
É que às vezes o que é suposto ser engolido pode tornar-se o engolidor.
Deixo-vos, também, cerejas a desaparecerem porque não é o tempo delas.
Mas quantas vezes nos apetece aquilo que não é do tempo nem do lugar?

Imagens - Fotografias manipuladas. TINTA AZUL. Julho 07.

8 comentários:

Edna B. disse...

Adorei vc ter mencionado os frutos, e fiz uma ligação com esse "querer", com essa maneira de sempre querer o que não temos. Sera isso natural do ser humano? dizem que só os mais inquietos são assim...então minha cara, sempre tb me apeteço das coisas que não são do tempo.
---
Mas falei ai meio que poeticamente, ligando o fato dos frutos ao querer incessante do ser humano, agora falando de frutos: aqui nestá uma maravilhsa, melancias em abundância, cajus, laranjas, uvas, morangos...
abraço grande

CH disse...

Achei de ótimo tom a menção às frutas e seus sumos, sumagres, convidativos em dias de muito calor.
Esse efeito singular nas fotos daqui conferem a cada uma delas uma certa curiosidade: até onde se transformam com esses rodopios :]
Ah...gostei muito das cerejas, mesmo não sendo do tempo :]
Abraços do
Carlos

GP disse...

Olá minha linda!

Eu hoje comi a laranjita que o André me serviu... Tu estás nas ilhas a comer ???

Um Ar De... disse...

Tenho saudades de te ver todos os dias... mas que se há-de fazer?
Nem tenho actualizado o blog.
Eu e o João resolvemos fazer umas obras de manutenção na casa, antes de descansarmos um pouco.
Acontece que a "coisa" se tornou mais grave e trabalhosa, para não dizer um horror.
Estamos de gatas. E ainda falta um bocado.
Escusado será dizer que, estamos sozinhos a fazer o que é necessário.
Já tenho a minha dose de "estranhos em casa" que ninguém consegue controlar!...
E tu? Continuas com a agitação habitual?
Um beijo
Até breve

JOSÉ FARIA disse...

Saúde e perdoem-me a ousadia.
Mas hoje decidi visitar “Os Maias Blogs”
Já não era sem tempo.
E só para relembrar que
A MAIA SOMOS NÓS, MAIATOS!
Já Vieira de Carvalho o afirmava!
Cumprimentos e bons Posts!

Um Ar De... disse...

Então, minha amiga? não tens dito nada?
Faz-me falta ver este blog cheio de novidades...
As férias não foram retemperadoras?
Um beijo de saudade.

pa disse...

Quantas vezes não nos apetece mesmo o lugar e o tempo?

Tinta_Azul disse...

Felizmente muitas também! :)