30/06/07

PASSOS EM CHÃO APARENTEMENTE FRÁGIL

.

















Amanhã é o 1º dia da Presidência portuguesa da UE. Assinala-se com um concerto musical na Casa da Música às 18.15. Bom augúrio, digo eu, porque gosto muito de música e me afeiçoei à Casa da Música.
Curiosamente, esta fotografia foi tirada na Casa, há dois dias. Um chão que nos faz sentir muito pouco seguros. Se olharmos para baixo, parece que vai desabar e de nós nada se vai aproveitar, com excepção da alma, se ela por acaso existir independentemente do corpo. Mas, mesmo olhando para baixo, eu e o Franck [a Isabel e o Zé António, que não se vêem aqui] demos passos, a princípio receosos, mas depois, seguros, sem hesitação, pois a insegurança estava apenas dentro de nós, não no chão. Era mera ilusão.
Assim seja com a Presidência Portuguesa, mesmo em chão aparentemente pouco seguro que se dêem passos importantes e precisos, sem hesitação. Assim seja com a UE. Que a Europa seja mesmo um espaço de solidariedade e coesão e não só de competividade pura e dura, onde só haverá lugar para alguns, e que seja capaz de entender o mundo onde todos os dias milhares morrem de fome e guerra. Se nada se fizer por este mundo, mais dia menos dia todos desabaremos sem que se nos aproveite sequer a alma.

Fotografia - TINTA AZUL. 2007

5 comentários:

GP disse...

Quantas vezes na vida o nosso chão é aparentemente frágil?!

Beijoca

JÚLIO SILVA CUNHA disse...

Este tipo de "post florzinha" parece conversa de miss mundo! Paz, acabar coma fome bla bla bla...
J.

Tinta_Azul disse...

Pois é Caro Júlio, blá blá blá faz muita gente. Atrevia-se a dizer que era blá blá blá se fosse o genial Adriano Moreira a dizer o mesmo, ainda que por outras palavras? Pois foi a Adriano Moreira que ouvi dizer duma forma extremamante simples, que se os países ricos não perceberem objectivamente que as populações se deslocam de onde não há que comer para onde há, os problemas no mundo complexificar-se-ão cada vez mais. Agora vá lá dizer ao Professor Adriano Moreira que isto é bla blá blá...
Olhe e quem sabe se pelos meus vinte anos não teria dado uma bela Miss Mundo? Como não dei, tento, no meu dia a dia fazer o mehor que posso. Ainda que seja pouco, tenho a consciência de que o faço, porque há quem o sinta objectivamente.
Bla bla bla para si também que se calhar também dava um belíssimo Mister Mundo.
PS. Se achar que é post "florzinha" acrescente-lhe "selvagem" pois combina bem melhor comigo.

Anónimo disse...

E, assim cumássim, só lê quem quer oh Julito!

E mais. Digo eu que conheço bem, a autora deste Blog nos dias em que se dá ao trabalho... coloca muita Miss assumida no seu devido lugar.

Mariadosol

Tinta_Azul disse...

Mariadosol,
Quem sai aos seus não é de Genebra...
:)