03/12/07

PI = 3,14159 26535 89793 23846 26433 83279 50288 41971 69399 3751...

.



















Pi.
Um número irracional .
Um número transcendente .
Número.
Letras.
Palavras.


Fotografia. TINTA AZUL.4.11.07

5 comentários:

CresceNet disse...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Ch disse...

Olá, minha cara;
.
De volta aos estudos das reentrâncias e detalhes apresentados pela Natureza. Venho apreciando suas fotografias nesse sentido, e o que mais me chama a atenção é, sem dúvida, o olhar sobre o objeto focado.
.
Gosto de pensar que, assim como muitas vezes encontramos formas conhecidas nas nuvens, existe uma outra realidade por trás de cada coisa, o que somente com sensibilidade podemos enxergar. E você conseguiu a visão.
.
Abraços, Tinta Azul.
Carlos

Vieira Calado disse...

Dei uma vista de olhos.
Estas coisas, para mim, são interessantes.
Um abraço.

GP disse...

Tu olhas muito para o chão. Eu para os candeeiros... completamo-nos...

Beijinho

Tinta_Azul disse...

GP,
Tive uma professora de Biologia, que dizia que quem olhava muito para o ar pensava no passado, quem olhava para o chão, no futuro e quem olhava para a frente, no presente.
Só não sei como é possível pensar no futuro sem pensar no passado!E, talvez, vice-versa.
Beijinho