02/12/07

PERTO DE CASA 3

.








































Decidi, no início da Primavera deste ano, que não iria mais atravessá-la de olhos fechados, como tantas vezes já aconteceu. O mesmo estou a fazer com o Outono. Por isso, ontem por esta hora, estava o Sol prestes a pôr-se, fui dar um passeio, para que não passe mais nenhuma estação por mim. Quero ser eu a passar por elas também. Com os olhos da alma bem abertos.
Dedico estas imagens aos amigos brasileiros que não têm Outono.

Fotografias - Avª Periférica. Maia.TINTA AZUL.1.12.07

8 comentários:

José Manuel Dias disse...

Imagens deslumbrantes. Obrigado pela partilha.

Mariadosol disse...

Ainda hoje comentei que essa avenida, nesta altura do ano, era extremamente bonita! As cores do Outono são de facto muito bonitas. Eu sinto-as cores quentinhas como se a natureza nos aconchegasse para o frio necessário.

Mariadosol

Um Ar De... disse...

Não sendo brasileira, devo dizer que esse teu Outono tem umas cores quase irreais!...
Até eu fico deslumbrada.
Aqui perto não é assim...
Bj

Tinta_Azul disse...

um ar de...
Espero que estas cores durem, pelo menos, mais uma semana. Assim, no próximo Domingo, vens cá tomar um café comigo para as veres. Pode ser que te façam bem :)
beijos

Edna B. disse...

Por ser Brasileira, me sinto encantanda com o presente,pois nosso outono infelizmente,não possuí essas belezas,obrigada
um abraço grande

livia soares disse...

Olá, T. A.:
Gostei imenso do presente.
Sou daqueles brasileiros que não podem ver uma folha a amarelecer sem entrar em êxtase estético. É linda a tua terra, e muito me agrada saber que os meus antepassados fincaram raízes no "imenso Portugal" da poesia e do mar sem fim.
Um abraço.

Ch disse...

Olá, minha cara Tinta Azul;
.
Sendo eu um brasileiro da gema, e ainda mais nordestino, o outono sempre me tocou com uma força estupenda. Sou como Lívia e Edna, facilmente me encantando com essas singelas coisas, e ainda mais sendo um presente de beleza tão rara.
.
Ter laços com Portugal é algo que nos deixa extremamente gratificados.
.
Abraços do
Carlos

GP disse...

Eu sou poruguesinha. Tripeira. Conheço bem estas cores e encanto-me sempre com elas. As fotografias estão divinas.

Beijinho e até domingo