07/11/07

VOZ ACTIVA


VOZ ACTIVA


Canta, poeta, canta!
Violenta o silêncio conformado.
Cega com outra luz a luz do dia.
Desassossega o mundo sossegado
Ensina a cada alma a sua rebeldia.


Miguel Torga
[1907-1995]

1 comentário:

Ch disse...

Preciso me debruçar verdadeiramente sobre a obra de Miguel Torga. Faz-se necessário.
Ele escrevia como ninguém...
.
Sobre os pensamentos que nos ocorrem em noites de insônia, ah, como são fugidios. Já cheguei a levantar da cama para registrá-los em papel, mas...nunca ficam a mesma coisa.
Adorei ambas as postagens.
Abraços.
Carlos