20/12/08

A MINHA PEQUENA IMPROVISADA ÁRVORE DE NATAL

.



















Este ano, ainda, nem fiz a Árvore de Natal. Nem das outras decorações tratei. Nem sei se não tive tempo. Ou se foi do tempo.
A criança já cresceu. Já não se interessa por estas coisas. Foi passar uns dias com os amigos. Que é coisa bem mais importante do que ficar em casa a pôr bolinha aqui, bolinha ali, bolinha acolá. Coisa de que ainda não há muito tempo gostava tanto.
Por isso, estando o Natal mesmo, mesmo à porta, peguei num punhado de rebuçados - embrulhados em celofane vermelho com letras brancas a dizer flocos de neve mais a marca, que agora não digo - pousei-os em cima duma pulseira - de que gosto muito - e enrosquei-lhe um colar - daqueles que fazia há mais de 20 anos atrás, com berloques de massa fimo, enfiados em cordões, de couro, usados nos sapatos, bem encerados -, e pronto.
Tenho a minha pequena, muito pequena, árvore de Natal, que cabe muito bem dentro de casa, sempre atravancada, das tantas coisas que cada um dos que nela vive vai amontoando por todo o lado cada dia que passa. E gosto dela. E vai ficar, mesmo quando a outra, a do costume, com mais ou menos variações, estiver pronta.
E fica aqui, também, onde há-de ter as companhias que se seguiram após o amontoar de outras quinquilharias, que raramente uso, mas que guardo, porque, ou, gosto delas, já gostei, fui eu quem as fez, alguém de quem gosto mas ofereceu.
E não revejo nem as vírgulas nem mais nada porque chegaram os meus sobrinhos e agora é isso que importa. Porque o Natal são as pessoas e o modo como são [se dão] umas para as outras.


Fotografia. TINTA AZUL. 14.12.08

6 comentários:

Juani lopes disse...

Pues te quedo muy chula, yo hace años tambien me gustaba poner el arbol y el belen, pero cuando falta alguien importante parece que estas fiestas ya no son iguales
no se o quizas sea pereza, el caso que no la he puesto,
saluditos

kaila disse...

Como já disse atrás...linda!
;)

OnlyMe disse...

Gostei. Gostei de tudo. Da tua árvore. Das tuas árvores, porque vejo outra aqui ao lado. Dos rebuçados, que também os tenho espalhados pela casa. Da simplicidade das tuas palavras. Da criança que já cresceu e que já não liga muito aquilo que ligava ainda à tão pouco tempo (como eu te compreendo!). E do teu final, porque a família é sempre mais importante, independentemente de tudo o resto.

Jinhos e tudo de bom para ti :)

mdsol disse...

lindassssssssssssssss
:)

heretico disse...

gostei da forma como dás cor ao Natal. com simplicidade e afectos que se guardam...

... e pessoas, claro!

beijo

Anónimo disse...

E,eu ,que julgava que era criativa! MENINO JESUS,me valha e me traga de presente amigas como esta ,para eu me sentir pequena.


vadia