28/12/08

POLI-VALENTE

.









































Uma ou outra folha, resiste, pendurada, nos corpos.
Despidos pelas mãos do Inverno.
Uma ou outra risca de azul, persiste, atravessada, no céu cinzento.
Pintado pelos pés do Inverno.

De mãos ocupadas a despir árvores.
De pés ocupados a pintar o céu.
Usou, também, a boca.
Para soprar um vento frio.

De Inverno.



__Erik Satie
Pièces Froides - Danses de travers nº 3


Fotografias - TINTA AZUL. 28.12.08
Música - YouTube

4 comentários:

Lita disse...

Muito bonito. O Inverno faz isso dentro de nós, uma viagem ao interior... :)

Graça Pimentel disse...

Tinta Azul
O inverno tem trazido um frio de cortar... com as mãos, com os pés, com a boca,...
Por aqui está(eve) quase tudo de molho...

beijo quentinho

heretico disse...

o vento frio. e o beijo cálido...

inesperada beleza. sempre.

Zef disse...

A folha resiste,

mas já não existe...
como ramagem.

Encontrou-se
e perdeu-se...

É o inverno
da solidão.