20/01/09

O PODER DO BRANCO [granizo/saraiva]

.






























































Como se o branco aquecesse.
Como se o branco limpasse.
Como se o branco silenciasse.
Como se o branco apaziguasse.


Por breves momentos

o branco aqueceu . o frio no coração.
o branco limpou. a poeira no olhar.
o branco silenciou. o ruído no sentir.


breves minutos pintados de branco
apaziguaram a alma do dia.



_Jan Garbarek & The Hilliard Ensemble
O Salutaris Hostia [de Pierre de La Rue]
[CD - Officium]

Fotografias - TINTA AZUL. 20.01.09
Música - YouTube - skynyrdrebellion

9 comentários:

Duarte disse...

Nunca tinha visto um branco pintado assim...
Branco de frio, belo! Formoso!
Um frio que aquece, certo. Se não é, continuado.
São reacções inversas. Ao retirar-se provoca calor.
As coisas do olhar e do sentir são doutro parâmetro...
Estão aí, sentem-se, até pode que muito.
Sempre depende de quem e como.
O importante, os resultados, se apaziguam!

Um beijo, sentido

Pulsante disse...

Branco...logo hoje...
que Bar(R)ak(A)
:))

Tinta Azul disse...

Que o caminho lhe seja branco!
:))

OnlyMe disse...

As fotografias estão excelentes, para variar ;)
Jinhos :)

O meteorologista disse...

Hoje fui ao branco e vim .
Aqueci-me, limpei-me ,apaziguei-me.
Por breves momentos...

mdsol disse...

Porque é que o meu comentário não chegou aí?
:))

heretico disse...

uma saraivada. de branco dá cor ao azul...

A Ulloa en fotos disse...

O mesmo branco, pero en forma de neve, encheu ese día A Ulloa e parte da Galicia norte.
Foi fermoso, pero tan breve...

Aguriño

Graça Pimentel disse...

Por aqui também uma "granizada" de enbranquecer tudo...

beijinho de saudade