03/01/09

TORCICOLO

.













A mulher do Rei, que gostava de passear pelo reino a ver como iam as coisas, um certo dia fez um pequeno torcicolo no pescoço que a impedia de rodar a cabeça. Como o pescoço da Rainha não melhorava o Rei ordenou que todo o país começasse a funcionar em trajectórias circulares à frente da varanda do palácio.

Gonçalo M Tavares
in O Senhor Brecht
Edit. Caminho, 2004


E então a Rainha pôde ver, mesmo sem se virar, ex-administradores da Caixa Geral de Depósitos do Reino, a rodar, devagarinho, porque reformados por doença, para outros bancos, que não os do Jardim da Praça, pouso comum de reformados para um joguinho de sueca.
E o Rei todo contente. Porque a sua Rainha tudo podia ver, mesmo com o torcicolo.
E o povo tonto de tanto andar no carrossel.
Num Reino onde, quase, tudo se pode fazer. E tudo continua a girar.
À frente dos olhos de suas majestades.



_A Dvorak
Humoresque No.7
Violino - Itzhak Perlman
Violoncelo -Yo-Yo Ma

Imagem - Fotografia com aplicação de filtro. TINTA AZUL. 2.01.09
Música - Youtube

16 comentários:

vbm disse...

:))

heretico disse...

e lá vamos nós "rodando" e rindo. sobre o mesmo "centro".

... até que os extremos troquem as voltas!

beijo e sorriso.

mdsol disse...

É coisa para me por logo enjoada!
:))

Tinta Azul disse...

Pois não admira, tudo sempre a girar "um home" fica enjoado...de tanto carrossel...

Justine disse...

Diria mais, uma mulher fica agoniadíssima a ponto de vomitar as tripas, com este espectáculo circulante...e rastejante!
(A música do Dvorak lá nos vai dando alguma paz)

mariam disse...

Tinta Azul,

"ganda" post! parabéns!

voltando a coisas bem mais felizes, adorei os infra ! (como sempre) aqui é um manancial de pura beleza... música, palavras, fotografias... bem aquela fotografia do que me parece ser a Ilha do Pessegueiro(?) está demais!

renovo os votos de um BOM ANO!
felicidades.

um abraço em forma de arco-íris floral! e o meu sorriso :)
mariam

Kaila disse...

Desculpe...sei que não tem nada a ver mas tem um desafio no meu blog...
:)

Zef disse...

esta terra está feita um car- ru(o)ssel, ima montanha russa, uma roleta russa...para gáudio de alguns

addiragram disse...

Muito bem "apanhado", foto incluída!
:)

António Torres disse...

BRAVO!!!

Desculpe a expressão, mas o país está refém de uma gajada sem vergonha.
Está, e, para nosso mal, estará.

M. disse...

Demais, demais mesmo! A ironia de uma forma fantástica. Adorei.

Beijo pelo sorriso

Rini Luyks disse...

Cara Tinta Azul,

Vou "roubar" esta Humoresque de Dvorak na versão DVD, pois o visual dos dois intérpretes também é um espectáculo!

Tinta Azul disse...

Rini,
É sim e vale a pena vê-los.
Aqui neste caso não pus a imagem pois era outro o sentido...
:)

cé disse...

é sempre muito bom ler o gonçalo...(e sorrir contigo)...e como não me atrevo a continuar o texto deixo as palavras da clarice lispector...

"Uma barata pode ser mais importante que um imperador. Se os teus olhos olharem mais tempo para uma barata do que para um imperador, a barata torna-se mais importante que o imperador. Chamamos imperador ao imperador e barata à barata porque a média dos olhos humanos olha mais tempo para o imperador do que para a barata.
O que é um revolucionário, pergunta-me a minha filha de três anos , e eu respondo: é quem olha mais tempo para uma barata que para um imperador. E o que é um imperador, pergunta-me a minha filha. É aquele que não deixa que se olhe demasiado tempo para a barata-respondi.
E, por favor, não me faças mais perguntas."

vbm disse...

Belo, cê! :)

Adoro clarice lispector.

Mas aquela cena da barata
no apartamento...
é inenarrável!

Tinta Azul disse...

a cé é uma menina especial.

:)