16/09/07

MANHÃS CLARAS

.





Como gosto destas manhãs claras para guardar assim límpidas na minha memória. Para aqueles dias cinzentos e sem sal.
De rocha em rocha como crianças despreocupadas, com alguma agilidade, mas quase sempre em equilíbrios precários, à procura de mexilhões. Apanhámos quanto bastou. Foi o nosso almoço. Desta vez não nos esquecemos dos sacos. Depois, a água estava tão apetecível que soube mesmo bem dar umas braçadas.

Fotografias - Tinta Azul, 2007.

2 comentários:

MNN disse...

...e por causa disso..."o Diabo veste..." :))

Tinta_Azul disse...

Prada:)))))Com horas de Anjo!