29/09/07

MIGUEL DE CERVANTES SAAVEDRA [1547 - 1616]

.
Faz hoje 460 anos que Miguel de Cervantes nasceu. D.Quixote de La Mancha, é uma das suas obras mais conhecidas, senão mesmo a mais conhecida, contudo, muitas outras coisas escreveu [ver aqui] e é-lhe também atribuída a autoria de diversas frases que ficaram na história. Destas, aquela que mais me fez pensar, e a que melhor entendo é a que terá proferido depois de ter estado preso vários anos: "Não tenho medo de nada, a não ser de pessoas burras". Eu assino por baixo, embora não assegure com tanta convicção que não tenha algum medo de outras coisas, mas de pessoas burras tenho com toda a certeza!


Retrato de Eduardo Balaca

2 comentários:

Um Ar De... disse...

Tarde e a más horas, fiquei a saber que falhei o aniversário de 27 de Setembro!...
Não é que este lembrete de Cervantes não seja importante, mas deixei passar outro que é bem mais actual.
Não tenho tido tempo para actualizar o blog e para visitar os meus preferidos... Tenho chegado a lindas horas!
Sexta, tive um encontro de pais, na escola que me trouxe para casa à 1 da manhã de sábado.
Mas cá estou, a aparecer depois do dia 27, à espera que tenha sido bem vivido e bem lembrado por muitos outros amigos e amigas.
Com Um Ar De ingrata, deslavada e sem jeito vão uns parabéns atrasados mas sentidos.
Bj de saudade.

Ch disse...

Quixote foi, e é, para mim, eterno deslumbramento, desde o meu primeiro contato com a obra de Cervantes.
Gosto bastante dessa frase - aforismo - a ele atribuído, o que me faz lembrar de um outro, talvez adaptado deste, que diz mais ou menos assim: "a única coisa que um intelectual deve temer é a ignorância".
Apreciei bastante a postagem anterior, Geometrias Naturais. Essas curiosidades encontradas assim a esmo são, de fato, intrigantes.
Receba o abraço do
Carlos