12/02/08

SONHOS DE ROCHA

.

O Sol já se pôs há muito.
À beira mar, na maré vasa, as rochas dormem a sono solto.
Uma delas sonha que é humana. E que mal o Sol nasça vai poder erguer-se e caminhar na areia.

Boa noite.


Imagem - Fotografia. Gelfa. TINTA AZUL.9.02.08

6 comentários:

Justine disse...

A tua "produção" de posts é enorme e sempre de qualidade. Não dá é possibilidade de a seguir todos os dias, mais agora que ando às voltas com enigmas veterinários...
Obrigada pelas palavras e visita
Beijo

nnannarella disse...

Cá estou, a meio da semana, como prometido:) E foi bom deambular em mares de tardes e mares manhãs, cristas d’ondas e de sóis, cantilenas e calçadas; ler as linhas da palma da alma, saber d'orquídeas e de rochas sonhadoras. O sol ainda não se pôs. Cá voltarei, a ver onde nos levam ainda os teus olhos.

Pulsante disse...

Atendendo à elevação na zona púbica não era com a Madre Teresa que a aventesma granítica sonhava...digo eu. :)

Ch disse...

Tem pedras que se acostumaram às carícias das águas, que lhe poliram todas as arestas.
Ficam lindas assim, arredondadas como luas, como queijos!
.
As fotos aqui...cada vez melhores!
Abraço forte do
Carlos

um Ar de disse...

Minha querida Tinta_Azul,

Por aqui... pelo contrário, quanto mais rasteiro, melhor...

Apetece deitar, dormir e deixar o mar chegar. [E deve ser assim mesmo, um dia a seguir ao outro...]

Concordo com o Carlos, mas os textos também!

Beijo............

Ana Sph. disse...

Acho incrivel a atenção que dá aos promenores, a maneira como explora as "coisas"...