30/10/08

A VISTA

.












A quem é dado, pela janela entreaberta,
ver mais de metade da vida, e em voz alta por puro gosto
repetir o poema pensado,
já os deuses escolheram.
Mas se as folhas agitadas pelo vento ocultam,
por vezes,
o outro lado do muro, não é porque algo nos impede de olhar;
mas porque o olhar,
sob o impulso do vento,
segue as correntes contraditórias até algures,
na atmosfera,
onde imobilizado perscruta e espera.



Nuno Júdice

Obra Poética [1972 - 1985]
Quetzal Editores, 1999.



..Música do Livro A Sombra do Vento
de Carlos Ruiz Zafón

Imagens- Desenhos digitais.Outono. Tinta Azul 2006.

3 comentários:

heretico disse...

vá lá saber-se um pode levar o olhar o vento. nas folhes agitadas...

belíssimo

beijo

rosasiventos disse...

... a

in-ven-tar de-va-ga-r o teu


nome,

vbm disse...

Música do livro!
Bom, realmente, há uma certa nostalgia,
um perpassar do tempo, dos tempos e eventos...

Leste o livro?
Recomendaram-mo,
e li-o. Gostei.

Mas, achei-o
algo folhetinesco.