02/01/08

Ó VESPERA DO PRODÍGIO!

.


IV


Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na Deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além.

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o Amor tem asas de ouro. Ámen.


Natália Correia [1923-1993]
Poesia Completa O Sol nas Noites e o Luar nos Dias.
Publicações D. Quixote. 1999


Imagem - Fotografia. Cruz Alta. TINTA AZUL.Buçaco. 31.12.07

2 comentários:

Analuka disse...

Belíssimo este poema de Natália, adorei a escolha, e o desfecho está especialmente belo:

"Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o Amor tem asas de ouro. Amén."

Só uma alma leve, luminosa e bela pode escrever assim, abençoada seja, por deixar tais palavras delicadas para o mundo!

Aproveito para desejar um ano feliz e fértil, criativo, inspirador, alegre, saudável, rico e poesia! Abraços azuis.

Brisaleve disse...

Amén.